O BLOGUE OFICIAL DA PÁGINA MARGINAL (HTTP://JORGEPALMA.WEB.PT/)


domingo, janeiro 02, 2005


Palma no Preço Certo


Não acham, no mínimo, de mau gosto a presença de Jorge Palma no Preço Certo em Euros?Confesso que fiquei incomodado ao ver um artista do calibre de Jorge Palma a emparelhar com gente como o Toy ou o Quim Barreiros. É preciso mais decoro.

(continuar aqui caso seja muito longo. se nمo for apagar, por favor, esta linha)


publicado por:José Carlos Gomes

e-mail:jcmgomes@iol.pt




12 Comentários:

Blogger JDO disse...

Só vi a parte final, e segundo percebi era um concurso para ajudar associações de beneficência. Por isso, não acho nada de mau gosto.

7:31 da tarde

 
Blogger Guida disse...

Olha josé:
Concordo totalmente contigo !
é indecente, mesmo*

um beijinho para ti*

11:27 da tarde

 
Blogger Blogue Marginal disse...

Dado que o objectivo era ajudar associações, penso que não foi de mau gosto, bem pelo contrário... e muitas vezes os convidados para estes programas, fazendo uso do seu estatuto de vedetas, recusam-se a isto. Sinceramente, por muito que não goste do programa, nem do Toy, achei louvável a presença do Mestre, com uma boa disposição fantástica e um sentido de humor fantástico como sempre...
Por outro lado, gostos não se discutem... respeitam-se! E não sei se repararam na luta que o Mestre vem travando desde sempre, mas mais acentuada nos últimos anos, sobre o papel de parente pobre da musica portuguesa na comunicação social... e convenhamos que uma rute marlene ou uma britney spears não são muito diferentes... excepto sob o ponto de vista económico (e o que isso pressupõe em termos de publicidade)!!
Por isso, e pelo facto de ter havido um programa onde apareceram juntos artistas de várias "vertentes" (concordando que algumas seriam más vertentes...) da música portuguesa, acho que só temos que louvar a atitude de humildade do Mestre...

3:16 da tarde

 
Blogger José Carlos Gomes disse...

Os gostos podem até não se discutir - o que duvido -, mas educam-se. De facto, a Rute Marlene e a Britney Spears não são muito diferentes, daí que não faça sentido a luta por mais música portuguesa na rádio e na televisão. O que se justifica é a luta por mais música portuguesa de qualidade. Sinceramente, prefiro ouvir boa música estrangeira do que má nacional, apesar de quase só ouvir música portuguesa.
O argumento da beneficiência não me convence. Se o Jorge Palma não aceitasse participar, outros aceitariam e as associações continuariam a receber as ajudas em causa.
Há misturas de muito mau gosto: «Diz-me com andas, dir-te-ei quem és».

5:42 da tarde

 
Blogger Blogue Marginal disse...

Se era um programa de solidariedade, com músicos portugueses, não vejo motivo para elitismos ou segregação... até porque o Palma, ou o Rui Veloso, ou o Luis Portugal também não viram... e os elitismos acho que não estariam de acordo com o espírito de solidariedade...

Concordo plenamente no que dizes quanto à boa música portuguesa... mas o que é certo é que alguns interpretes de música pimba encheram o Atlantico no ano passado... e se vivesses numa zona do interior do País, como eu, ainda te revoltarias mais, porque sempre que vais à procura de música portuguesa, encontras Toy, Toni Carreira, Agata, Anjos e pouco mais... o Norte do Mestre demorou a chegar cá quase 2 semanas!!

Quanto à educação a que te referes dos gostos... pois, experimenta sintonizar algumas radios locais, e logo vês o tipo de música... por isso ando sempre com k7s no carro, raramente oiço radio!!

(Atenção!os dois podemos ter razão, vai por mim, há momentos em que se faz luz e depois regressamos os dois à escuridão.. :s)

Nanda

11:36 da tarde

 
Blogger José Carlos Gomes disse...

Será que o Palma, o Rui Veloso e o Luís Portugal não viram razões para elitismos e segregação ou as agências (ou a agência, não faço ideia) que os representam acharam que era boa publicidade emparelhá-los, num programa de grande audiência, com gente que vende muito e vale pouco?
Concordo que o País está muito atrasado. Mas dás-me razão: nas rádios locais que sintonizas o que ouves, certamente, é, essencialmente, música portuguesa má. Daí que não faz sentido lutar por mais música portuguesa, assim, sem mais. Faz sentido é lutar por mais música portuguesa de qualidade. E não é com relativismos, misturando os bons com os maus, que se separam as águas.

1:00 da manhã

 
Blogger El Chiringuiton disse...

Então e quem decide o que é bom e o que é mau? Certamente não és tu nem sou eu. Vale a pena lutar por mais musica portuguesa nas rádios. Se é a que eu, ou tu, ou nós gostamos isso vai-se reflectir nas audiencias das radios. Basta ver a 5ª dos portugueses na Antena 3: para mim, que raramente ouço radio, nesse dia vale a pena. Naturalmente as rádios locais reflectem os gostos das populações que servem maioritariamente, assim como a Antena 3 tenta servir uma população mais urbana e dessa forma com gostos mais parecidos c os nossos.

Cumprimentos!

6:13 da tarde

 
Blogger José Carlos Gomes disse...

Gostos e qualidade são coisas distintas.

6:32 da tarde

 
Blogger El Chiringuiton disse...

Indubitavelmente distintas, mas obviamente ligadas.

3:33 da tarde

 
Blogger AMAC disse...

O que é que é música má ou artistas maus? Tu o que és?Bom ou mau?A arte é um produto ou um sentimento?
cabe a cada um de nós tornar a arte mais independente da nossa natureza: injusta e impiedosa.
Não vejo qual o problema de estar o Jorge Palma ao lado do toy ou do quim barreiros, e quem acha o contrário terá então que interiorizar melhor cada música do Palma, cada letra. Depois saberá aceitar e sorrir.

5:06 da tarde

 
Blogger José Carlos Gomes disse...

A arte, exactamente porque advém de sentimentos, não é um produto. O Toy e o Quim Barreiros não são artistas, são eles próprios um produto da sociedade de consumo imediato (como a diz a Chiclete, dos Taxi) e o que produzem não é música nem arte. É um subproduto. Deve o Palma misturar-se com isto? Quem vende o Palma como mais um produto (a editora e a agência de espectáculos) deve achar que sim. Eu, como admirador, tenho a certeza que não.

12:57 da manhã

 
Blogger Blogue Marginal disse...

O Jorje Palma escreve o que escreve porque soube-se dar com toda a gente, TODO O TIPO DE PESSOAS

11:55 da tarde

 

Enviar um comentário

<< Home