O BLOGUE OFICIAL DA PÁGINA MARGINAL (HTTP://JORGEPALMA.WEB.PT/)


segunda-feira, maio 09, 2005


Concerto no CCB (6 de Maio)


Sexta-Feira desloquei-me ao Grande Auditório do Centro Cultural de Belém para assistir a um concerto de Jorge Palma.

Em primeiro lugar, considero pouco adequado o facto de um concerto ser marcado para as 21 horas. Talvez em Inglaterra seja a hora habitual mas, em Portugal, 21:30 ou mesmo 22 horas seria mais indicado. Ainda para mais tendo em conta que se tratava de uma Sexta-Feira e, portanto, a maioria dos espectadores não teria que se levantar cedo no dia seguinte.

Passando agora à minha opinião sobre o concerto, e lamento chocar alguns fãs mais indefectíveis, penso que se tratou de um espectáculo deplorável. Se Jorge Palma deixou de beber, a verdade é que não se nota nada. Até preferia quando bebia!

Lembro-me, por exemplo, de um maravilhoso concerto, a solo, no Teatro Camões (Parque das Nações), há coisa de 5 ou 6 anos atrás. Nessa altura, Palma foi um verdadeiro profissional e não dispensava o álcool. Não deixou de contar as suas piadas espontâneas no intervalo das músicas, mas interpretou-as com mestria, sem interrupções e sem exageros despropositados. Talvez esse concerto fosse muito mais importante para Palma do que os que faz actualmente, pois preparava o regresso ao contacto sistemático com o público (embora nunca tenha desaparecido totalmente) e, por essa razão, esse concerto tenha sido muito bem preparado e encarado de forma profissional.

Contudo, agora parece que Jorge Palma se acomodou. O seu público adora-o. Não interessa que faça coisas em palco que não se tolerariam a um amador... De facto, nos velhos tempos em que o público ia assistir a um espectáculo munido de tomates podres, fruta madura ou ovos de galinha do campo, certamente que não se limitariam a aplaudir o artista após cada música...

Quanto a mim, só dois factores podem explicar a forma como o público recebeu o espectáculo: ou respeito excessivo ou adoração sem sentido crítico. Eu incluo-me no primeiro grupo. Aplaudi parcamente após cada música apenas por uma questão de respeito.

O início do concerto foi especialmente lamentável, com o artista a esquecer-se das letras de várias canções (segundo o próprio informou, tinha-se esquecido do dossier com as letras no camarim). Então, enquanto um dos "groupies" não voltou do camarim com as letras, o público teve que aturar faltas de profissionalismo que, repito, nem a um amador se tolerariam. Se Jorge Palma fosse um verdadeiro profissional, só deveria retomar o concerto quando tivesse as letras consigo.

Infelizmente, a magnífica voz de Jorge Palma também não estava nos seus melhores dias. Talvez devido ao concerto da véspera, pareceu-me um pouco rouco.

O espectáculo foi parcialmente salvo graças à banda que o apoiou em vários temas e, também, devido ao seu filho Vicente que participou em alguns temas já no final do concerto. De facto, quando Palma estava acompanhado, o seu desempenho melhorava bastante, interpretando as músicas de forma mais competente.

Uma última nota, infelizmente também negativa, para uma senhora do público que a certa altura, aproveitando uma pausa, disse «Jorge! Dispensa a bateria. Está a estragar tudo.» Para além de não concordar nada, como já disse no parágrafo anterior, penso que foi uma enorme falta de respeito para com um músico jovem e ainda em início de carreira. Ainda por cima, era do conhecimento geral que Jorge Palma trazia outros músicos consigo!

Em síntese, tão cedo não conto assistir a outro concerto de Jorge Palma. Prefiro a excelência dos discos. Lamento que uma sala com o prestígio do Grande Auditório do Centro Cultural de Belém tenha assistido a tanta mediocridade e palhaçada.

Osvaldo Manso




12 Comentários:

Blogger xiclet disse...

O 1º concerto a q assisti foi exactamente dele. A 20 de Maio de 2000, no Salódromo em Lx. Visto do palco parecia meio triste (embora tenha adorado o concerto) e + de perto.. o meu pai com 60 anos tem melhor aspecto do q ele tinha com 41. Foi mesmo mto triste de ver.
A 8 de Fevereiro de 2001 assisti ao seu concerto na Aula Magna e bem.. parecia outro, nem queria acreditar. Fiquei super contente..
Suponho q é daquelas pessoas a quem se estima e quem conhece e tem acompanhado o seu trabalho sabe o valor q tem. Mas não, n é mesmo nada fiável nisso de saber ou não se o concerto vai ser fixe.
Eu gosto, tenho estima a esse Sr e não discuto. Mas fico sempre triste qd vejo ou oiço essas coisas. Juro q por 2 x quase me deu pa chorar e me vim embora..
Custa uma beca ver as pessoas q sempre achamos q nos representam mto, q sabem mto de nós assim mal, tristes. Acomodadas, também. . custa um cadito..
Mas eu continuo a gostar e pronto. Não discuto. Tenho mto respeito e carinho por esse Sr. Mas pensa-se sempre 2x antes de se ir ou n a um concerto seu. Guardo-o num dos espacinhos + quentes da minha memoria e n o vou tirar de la. Recuso-me.

11:41 da manhã

 
Blogger António disse...

Concerto no CCB (6 de Maio)

Relativamente ao post de Osvaldo Manso, tenho a opinar que:
1. As 21H00 são tão adequadas quanto qualquer outra... apropriado é termos um dia e uma hora para ouvir e ver o Palma;
2. O Palma é irreverente; ver Palma é esperar à-vontade e irreverência, para além de bonitas letras e melodias; não é falta de respeito ou falta de profissionalismo; é GENUÍNIDADE! Ou se gosta ou não, mas não se adjectiva dessa forma!
3. A BANDA é EXCELENTE e um suporte soberbo para um autor, compositor e cantor como o Palma; Aqui estamos os dois de acordo! ;-)
4. Concordo, também e em absoluto, com a menção negativa e reprovatória à dita senhora do público! É, de facto, LAMENTÁVEL e, isto sim. É FALTA DE RESPEITO: pelo Palma, pelo músico visado (um abraço André!), pela Banda e pelo público que estava presente!
5. Temos pena de não encontrar o Osvaldo tão cedo a assistir a outro concerto de Jorge Palma; mas pena pelo Osvaldo, não pelo Palma ou por mim!
6. O final, improvisado, foi simultaneamente emotivo e arrepiante! Palma: adopta-o mais vezes, não é americanice nem vedetismo, é emoção e comunhão com o público!
Um abraço,
António

4:55 da tarde

 
Blogger susana disse...

caríssimo Osvaldo,
li atentamente o teu post e devo dizer-te que na maioria das coisas tens todo o meu apoio! devo, no entanto, confessar que me custa imenso concordar contigo, porque nunca julguei poder sair de 1 concerto de Jorge Palma e pensar desta forma... A pessoa que ele é sempre me fascinou imenso, pela sua irreverência, genialidade, sensibilidade, carisma, etc. sempre saí de todos os concertos dele a que assisti com o coração a rebentar de ternura e aconchegado, mas neste concerto senti de certa forma a sua indiferença, como que só lá estivesse para ganhar uns trocos e pouco mais... a mim entristece-me isso e entristece-me o facto de sentir que ele estava embriagado... já assisti à sua genialidade sem o efeito do alcool e adorei... provei e gostei imenso e o facto de sentir que ele caiu no mesmo a mim deixa-me triste.
confesso que estou um bocado revoltada por ter pago 30 euros para um bilhete para a 1ª plateia para assistir a um concerto destes. aplaudi, soube-me bem, mas deixou-me com a sensação de: "possa! faltou tanta coisa"... faltaram grandes musicas, faltou calor, faltou mais interacção com o publico... sei lá, tanta coisa! e faltou de facto, como disseste e muito bem, algum respeito pelas pessoas que pagaram um bilhete (CARO!) para assistir à vergonha que foi um artista não saber as suas próprias letras e para mais ainda se esquecer de as levar e tentar entreter o publico com uma versao apenas musical de uma das musicas enquanto esperava pelas letras... enfim, desiludiu-me devo confessar!

enfim... acho que nem me apetece escrever mais... neste próximos tempos, concertos do Palma só mesmo se forem à borla...

ah! uma ultima nota, falta de respeito enorme a da senhora que se pronuncioun de forma muito impropria sobre o baterista... deploravel!

um beijo,
Susana
zusharah@hotmail.com

8:20 da tarde

 
Blogger David disse...

Estes posts(incoerentes) do Osvaldo e da Susana e daqueles que pensam como eles, são a prova de que o Jorge embora muito apreciado tem apenas um grupo restrito, no qual me incluo, de verdadeiros fãs-conhecedores da sua obra, mestria e personalidade...(modestia à parte)
Ver o Palma é sempre uma espectativa, já perdi a conta a quantos concertos assisti por esse Portugal fora...e digo-vos seus pseudo-criticos, seja bom ou mau é sempre diferente e imprevisível, é algo que não se esquece, é um amontoar de emoções que me elevam ao céu ao som daquelas teclas divinas...
Por isso deixo aqui a minha mensagem, a vossa opinião é-nos indeferente pois ele já mora á muito na nossa alma...
David Lopes

1:25 da manhã

 
Blogger susana disse...

Caro David,
acho óptimo que expresses a tua opinião neste espaço, é para isso que ele serve, mas não creio que seja muito educado e bonito estares a falar de pessoas que nem conheces (falo especificamente de mim e do Osvaldo que eu também não conheço). Tal como tu tens todo o direito de expressares aqui a tua sincera opinião, também eu a tenho e o que fiz foi ser o mais sincera possível no que escrevi... e escrevi-o com mágoa e tristeza!

não disse que o concerto não me soube bem... sorri com ele, cantei com ele, apauldi de pé e continuarei sempre a achar que ele é o maior! no entanto, este concerto de facto soube-me a pouco... para mim faltou de facto o calor que o Jorge sempre me transmitiu... e se tu já assististe a muitos concertos, pois eu também já assisti e este para mim ficou um pouco abaixo daquilo que eu estava à espera... ainda para mais por ter sido o concerto que mais caro paguei.

a única coisa que sinceramente tenho para te dizer é para não julgares os outros sem os conheceres...

um abraço para ti, que embora tenhas mostrado alguma falta de respeito para comigo e com o Osvaldo mereces todo o meu respeito...

Susana
zusharah@hotmail.com

7:33 da tarde

 
Blogger Sílvia Mendes disse...

Li com muita atenção tudo o que têm escrito neste blog e eu própria não sei muito bem o que pensar. Já me disseram que o nosso Palma voltou a beber e que não está muito bem, o que me deixou mesmo muito triste e de algum modo revoltada com ele. Foi com muita pena minha que não consegui assistir a nenhum dos concertos do novo álbum, adorava ter estado no CCB e, embora respeite as vossas opiniões, sei que teria adorado o concerto de qlq modo. Acredito k tenha corrido mal,ms gostar de Palma não é para todos, aos que não gostam eu nem me me dou ao trabalho de dizer nada, aos que realmente sabem do que estou a falar, peço-vos que se amam algo respeitem isso nos bons e maus momentos. Ele é humano, tal como nós,é claro k como profissional tem deveres a cumprir, mas se não formos nós a apoiá-lo nos maus momentos quem irá apoiar? Pensem nisto, acreditem nele e apoiem-no para que ele volte aos bons e velhos tempos....

1:58 da tarde

 
Blogger susana disse...

olá Silvia! obrigada tu também por teres deixado aqui a tua opinião :) sabe bem ver que as pessoas passam plo Blog para ver o que se escreve e que gostam também elas de mostrar o que lhes vai dentro quando do Jorge se trata...

eu digo-te, estou extremamente feliz por ter ido ao concerto do CCB e não dou os 30 euros por mal gastos, mas tal como gosto de elogiar até ao máximo e voar voar voar quando os concertos do Jorge correm no seu melhor, também acho que se deve deixar uma crítica quando o concerto corre menos bem, percebes? e eu adorei, claro que adorei, como adoro sempre! só a presença dele já é suficiente para me fazer feliz, para me fazer sorrir, mas o que tenho tentado deixar claro nos meus comentários é que este não foi de facto o melhor do Jorge que eu já assisti, mas admito que todas as pessoas têm os seus momentos menos altos e sei que foi isso que lhe aconteceu! ele será sempre o meu melhor amigo, o meu companheiro nesta estrada difícil que é a vida e a sua presença vai-me deixar sempre de coração cheio, mesmo que o seu desempenho por vezes não esteja no máximo...

e claro, saí do concerto com um sorriso enorme :) e sei que será sempre assim...

beijinhos *
Susana

3:29 da tarde

 
Blogger Avidez disse...

"Passando agora à minha opinião sobre o concerto, e lamento chocar alguns fãs mais indefectíveis, penso que se tratou de um espectáculo deplorável. Se Jorge Palma deixou de beber, a verdade é que não se nota nada. Até preferia quando bebia!" Já nem se trata de sinceridade. É efectivamente uma crueldade dizer que se prefere um artista criativo e c um problema grave de alcoolismo ao mesmo artista num nova fase, quem saber de transição p algo melhor. Mas enfim...

5:00 da tarde

 
Blogger Jorge disse...

Jorge Palma esteve lá, riu,fez rir,cantou como quis. Se não encantou com a sua voz, encantou com a sua simples presença. Mal ou bem, brindou-nos com o possível, e tal como nós nos sentimos no direito de criticar a sua prestação menos boa,também ele terá o direito a apontar a falta de apoio que se sentiu por parte do público.Eu senti-o,e não julgo falar só por mim. Também ele estará com certeza habituado a um maior apoio nosso durante os espectáculos.Não será desmotivante sentir que o apoio mais "ouvido" tivesse sido só mesmo um "manda embora a bateria"? Terá isto sabido bem? Teremos nós o direito de exigir dele algo não lhe dando nada em troca? E não, não falo de 30 Euros...Ele voltou quando pedimos não voltou?

6:52 da tarde

 
Blogger Blogue Marginal disse...

Vamos ser realistas...Terá algum artista qualquer obrigação perante o público?!Será que devemos exigir algo?!Talvez sim, talvez não...
Agora dizerem que o concerto foi "deplorável", reprovo totalmente...Sou sincero, não pude assistir a este concerto mas vi no outro dia esta formação na Figueira da Foz e embora tenha havido alguns enganos(caricatos e genuínos)próprios do Palma foi muito bom.
Estava com muito humor(inteligente e oportuno), começou o concerto por ler um poema de uma poetisa...Contou sobre as suas jornadas a tocar pelo mundo e pela Figueira da Foz...Suscitou risos, palmas e assobios estonteantes...
Como músico e ser humano penso que é muito mau rebaixar desta maneira a carreira e trabalho de alguém que tanto tem feito pela minha formação e crescimento...
Viva o Palma...
David

11:55 da tarde

 
Blogger Blogue Marginal disse...

AUTOR DO COMENTÁRIO ACIMA: David Lopes

11:57 da tarde

 
Blogger Blogue Marginal disse...

Já agora leiam o post da Angelina intitulado "Apetecia-me escrever algo" - os meus parabéns...
David...

12:05 da manhã

 

Enviar um comentário

<< Home